AVIPE - Associação Avícola de Pernambuco


Pesquisa mostra mudança na percepção de brasileiros sobre carnes, diz ABPA


A percepção dos brasileiros sobre as carnes de frango e suína e as consequências do consumo para a saúde mudaram nos últimos anos, segundo pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O consumo dessas proteínas também aumentou, sendo que a carne de frango está atualmente em 99% dos lares de brasileiros entrevistados (crescimento de 2% desde 2008) e a carne suína em 73% (aumento de 10%), informou a ABPA na segunda-feira (7).

De acordo com o estudo, houve queda no número de consumidores que acredita que há uso de hormônios na criação de frangos, de 72% (há quatro anos) para 31% atualmente. O uso de hormônios na carne de frango brasileira é proibido pela legislação. Além disso, o número de entrevistados que considera a carne suína gordurosa caiu de 33% para 28%. A pesquisa mostrou ainda que o brasileiro compra carne de frango a cada 6,3 dias e carne suína a cada 10,7 dias.

A carne de frango in natura é consumida a cada 4 dias e a suína, uma vez por semana. “A carne de frango é vista como de maior praticidade e versatilidade no preparo, além de mais barata e mais recomendada pelos nutricionistas”, informou a ABPA. “Já a carne suína é percebida como um produto mais 'gostoso', para ocasiões especiais.” A pesquisa foi realizada pela Francisco Rojo Marketing de Alimentos com nutrólogos e nutricionistas em uma fase, e empresários do setor varejista em outra.

Na etapa final, a pesquisa entrevistou 1.300 consumidores de todas as regiões e classes sociais do país. (Veja mais em http://bit.ly/1Yre4zF)

Fonte: ABPA / Carnetec

 

Untitled Document
Cotações - Canal Rural
Avicultura Industrial
Nutrivil
Guia Gessulli

AVIPE - Associação Avícola de Pernambuco